O Ministério do Turismo Brasileiro apoia todas as iniciativas de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes, assim como o tráfico e o trabalho infantil no turismo brasileiro.
Pensando nisso, criou o Programa Turismo Sustentável e Infância – TSI, que sensibiliza os profissionais que integram a cadeia produtiva do turismo no sentido de contribuir para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes no enfrentamento da exploração sexual dos mesmos nos equipamentos turísticos. O Ministério do Turismo está comprometido com a consolidação da democracia no país e, dessa forma, foca em ações que permitam o pleno desenvolvimento de crianças e adolescentes, sem riscos de se tornarem vítimas de qualquer tipo de violência ou exploração.

Criança Abusada
Fique atento aos sinais!

No Brasil foram registrados, em média, cinco casos de exploração sexual por dia entre 2003 e 2008 – dados do Disque 100, um serviço do governo federal.

Sinais físicos:
• Marcas roxas no corpo.
• Sangramentos vaginais ou anais.
• Perda do controle de fezes ou urina.
• Regressão de comportamento, como voltar a chupar o dedo.
Sinais comportamentais:
• Começa a se interessar prematuramente por sexo.
• Desenha genitais que não são de seu conhecimento, como pênis.
• Fica subitamente agressiva ou muito triste.
• Recusa o toque em atividades corriqueiras, como banho.
• Mostra repúdio por alguém com quem antes tinha proximidade.
Como prevenir:
• Fique atento aos seus filhos, sobretudo meninas, as maiores vítimas.
• Converse sobre o assunto, mas não fique completando frases, deixa-a falar.
• Ao detectar algo de suspeito, procure ajuda especializada.
• Não confronte a criança, pois geralmente ela já se sente culpada.

Para mais informações acesse o site:
www.unicef.org/brazil/pt/media_13759.htm

EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES NÃO É TURISMO. É CRIME.

DISQUE 100 E DENUNCIE.