Algumas praias, já recebem fluxos de brasileiros e estrangeiros frequentes, como é o caso de Galinhos que mantém aquele aspecto de vilarejo rústico “perdido da civilização”. Sendo uma área voltada principalmente para agricultura de subsistência, pesca e turismo.